EXPOSIÇÃO 'ÁFRICA', LISBOA

O Centro Cultural de Belém disponibiliza a Garagem Sul, como galeria especializada para mostras relacionadas com arquitetura. O espaço da garagem, adaptado a sala expositiva, apresenta-se amplo, sem barreiras – um grande contentor despojado.
A exposição ‘África – Visões do Gabinete de Urbanização Colonial’, tirando partido de um projeto expositivo de grande clareza e economia, apresentou-se flutuante na amplitude espacial da sala. Maquetas, desenhos e fotografias, suspensos no teto, interagem com os visitantes, convocando-os a uma atualização do imaginário construído na antiga África portuguesa. As peças expostas correspondem ao período final da colonização (1944-1974), compreendendo projetos de edifícios e planos urbanos realizados pela mão de arquitetos e engenheiros, mais ou menos, indiferentes ao pendor ideológico desta arquitetura e destas “visões”.
A cadência dos projetos expostos revitaliza as fronteiras dos atuais cinco países africanos que partilham o mesmo passado colonial com Portugal – Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Angola e Moçambique. Neste sentido emerge a ideia totalizante, pensada a partir de Lisboa, para o vasto território colonial.
O projeto expositivo constrói-se com base numa ambiguidade entre o pendor matricial da expressão da arquitetura de regime e o imaginário estético que agora se reinterpreta, diante de uma contemporaneidade cada vez mais reconciliada com o passado colonialista.

 

Promotor Centro Cultural, de Belém
Curador Ana Vaz Milheiro
Arquitetura Paulo Tormenta Pinto
Colaboração Rosa Maria Bastos, Joana Moreira
Design Vivóeusébio
Simulações 3D David Martins, Inês Amaro, Jorge Silva, Márcio Bonifácio, Mariana Brandão, Nuno Roque
Consultoria Miguel Vilar / BETAR
Projeto 2013
Localização Lisboa
Fotografias João Carmo Simões