REABILITAÇÃO DO BAIRRO DO LAGARTEIRO, PORTO

PRÉMIO IHRU 2012: REABILITAÇÃO E QUALIFICAÇÃO DE ESPAÇO PÚBLICO

PRÉMIO TEOTÓNIO PEREIRA, 2016: REABILITAÇÃO DE EDIFÍCIOS (Menção Honrosa)

A reabilitação do Bairro do Lagarteiro insere-se na Iniciativa Bairros Críticos (IBC), programa piloto lançado pela administração pública para a regeneração de áreas urbanas prioritárias. A área de intervenção correspondeu a cerca de 7,4 ha, e compreendeu três diferentes fases de projeto e de obra.
A primeira fase correspondeu à intervenção no espaço público e teve como base cinco princípios gerais:
> Sobreposição do novo desenho à situação existente, garantido a manutenção dos alinhamentos das infraestruturas;
> Ajuste e redimensionamento das áreas verdes de proteção junto aos pisos térreos dos edifícios, procurando-se um desenho mais equilibrado que permitisse a criação de uma maior área disponível entre os arruamentos e os edifícios.
> Criação de fluxos de atravessamento no bairro, através da sua abertura à envolvente, bem como o estabelecimento de conexões internas, promovendo ligações viárias e pedonais entre os seus sectores norte e sul;
> Reestruturação da rede viária, garantindo-se a acessibilidade de veículos de emergência, serviços de limpeza e respetiva articulação com percursos pedonais inclusivos a pessoas com mobilidade condicionada;
> Utilização de materiais qualificados e resistentes e reconversão dos espaços verdes implementando-se soluções de fácil manutenção.
As fases dois e três corresponderam a intervenções nos Blocos 10 e 11 a 13, respetivamente, no total 24 edifícios, com cerca de 8 fogos, distribuídos em 4 pisos, com estrutura de betão armado, revestidos a painéis pré-fabricados e tijolo de face à vista. Com a intervenção valorizou-se o Bairro, com base nos seguinte nos seguintes pontos:
> Reabilitação das fachadas, pintura de elementos pré fabricados e tratamento do tijolo cerâmico;
> Fecho das caixas de escada, introdução de pavimentos em marmorite nas zonas comuns e Iluminação;
> Substituição de caixilharias exteriores, através da colocação de sistemas de alumínio com vidro duplo e estore;
> Introdução de estendais/secadouros para ocultação de áreas de tratamento de roupa;
> Substituição das coberturas existentes, introduzindo sistema de chapa de alumínio e isolamento térmico;
> Introdução de novas redes de infraestruturas coletivas para água, eletricidade, gás e ITED.

Promotor Domussocial, EM
Arquitetura Paulo Tormenta Pinto
Colaboração Rosa Maria Bastos, Gonçalo Oom, Joana Moreira
Estruturas Miguel Villar/ BETAR, Lda
Hidráulica Andreia Cardoso / BETAR, Lda
Gás Augusto Teixeira
Eletricidade e Comunicações Luís Gonçalves / JOULE e Ruben Sobral
Arruamentos Pedro Reis / ENGIMIND
Arquitetura Paisagista João Nunes / PROAP
Empresa Construtora (1ª fase) Construtora da Huíla – Irmãos Neves, Lda
Empresa Construtora (2ª fase) Befebal, Lda
Empresa Construtora (3ª fase) JFS Lda
Fiscalização AFA Plan
Projeto/ Construção 2008/2015
Localização Porto
Fotografias João Carmo Simões