HABITAÇÃO NA RUA DE TOMÁS GONZAGA, PORTO

O projeto resulta de um concurso público, inserido no programa Casas do Património lançado pela Câmara do Porto através da Domussocial, EM. A área situa-se na freguesia de Miragaia, na tangência com a delimitação de Património da Humanidade atribuída pela UNESCO ao centro do Porto. A parcela abre-se ao Rio Douro, caracterizando o alçado da cidade na proximidade da antiga Alfândega da cidade. Dada a localização e impacto no alçado da cidade, o projeto foi apreciado pela Direção Regional de Cultura do Norte (DGPC).
O programa previa a reabilitação da parcela, visando a manutenção da edificação existente no centro, da área de intervenção, a qual comporta vestígios do século XVI e a reconstrução volumétrica das unidades adjacentes, em estado de ruína.
A operação consistiu no desenho de 8 casas de tipologia T1, na sua maioria organizadas em duplex. A expressão resultante da intervenção é caracterizada pela harmonização tectónica entre o aparelho de granito e das estruturas preexistentes e a matriz das novas construções, baseada numa quadrícula de elementos pétreos e paramentos de reboco liso.

 

Promotor  Domussocial, E.M.
Arquitetura  Paulo Tormenta Pinto
Colaboração Rosa Maria Bastos, João Maria Costa
Hidráulica  Andreia Cardoso / BETAR, Lda
Estabilidade  Miguel Vilar / BETAR, Lda
AVAC  Galvão Teles
Acústica  Palma Ruivo
Gás  Augusto Teixeira
Eletricidade e Comunicações  Rúben Sobral
Projeto/Construção  2017 / ___
Empresa Construtora  DAPE, Lda.
Fiscalização  VHM, Lda
Localização  Porto
Fotografias  Nuno Almendra